Complexo Jorge Lacerda: tratativas avançam e compra deve ser finalizada até outubro

Complexo Jorge Lacerda: tratativas avançam e compra deve ser finalizada até outubro

Fernando Luiz Zancan falou sobre as negociações

No dia 4 de dezembro, a empresa Engie, proprietária do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo, anunciou que não tem mais intenção de manter as atividades na unidade. Mas a decisão acendeu um sinal de alerta. Acontece que 99% do carvão mineral produzido no Sul de Santa Catarina é consumido pelo complexo, que possui três usinas termelétricas. Após o anúncio, foi criada uma Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia para tratar do assunto, que deve entregar um relatório sobre a importância do complexo para o Ministério de Minas e Energia no próximo dia 13.

“A parte burocrática da compra está avançando e fala-se no início de outubro da efetivação da compra. O segundo assunto é a manutenção da conta de desenvolvimento energético e que torna a Jorge Lacerda competitiva no mercado. A necessidade está mostrando a importância do complexo”, destacou o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM), Fernando Luiz Zancan, em entrevista ao jornalista João Paulo Messer, da Rádio Eldorado.

A projeção é que o fechamento da unidade deixaria de movimentar aproximadamente R$ 6 bilhões na região e poderia gerar mais de 20 mil demissões de toda a cadeia produtiva envolvida na produção de energia a carvão no Sul catarinense.

Fonte: Engeplus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *