WhatsApp Clonado. Como se proteger para não acontecer

Segurança

Golpes pelo WhatsApp? Sim, é muito mais comum do que você pode imaginar. E na maioria das vezes, é a própria vítima quem fornece as informações necessárias para que ele ocorra. Quer saber qual é o modus operante mais comum de WhatsApp clonado e como se proteger? Então leia este post ou assista os vídeos no final do texto.

Sem dúvida desde 2009 quando o WhatsApp foi lançado para competir com o SMS, muita coisa mudou desde então. O SMS no Brasil praticamente foi extinto e o WhatsApp passou a ser a forma de comunicação oficial não só entre as pessoas, mas também até de lojas e órgãos governamentais com seus clientes. Muito além de só um mensageiro instantâneo, também passou a ser a principal fonte de informação para milhões de brasileiros. Também pudera, está presente em mais de 98% dos smartphone.

E com tanta gente utilizando, é claro, também torna-se um palco propício para todos os tipos de tentativas de golpes e extorsões possíveis. E como disse na chamada, na maioria das vezes é a própria vítima quem fornece os dados para que isso ocorra.

A clonagem de número e roubo do mensageiro, certamente o mais comum de todos, pois é dali que se origina outras extorsões. Ou seja, outra pessoa se apropria do número de alguém e começa a se passar por ela no WhatsApp, Telegram, ou outro mensageiro que seja.

 

WhatsApp Clonado – identifique o golpe

E como acontece a clonagem? Na prática, na maioria absoluta das vezes é o próprio titular da conta que fornece o pin de ativação para o estelionatário, ou ainda permite que este o veja. E já vou falar como isso acontece.

Mas antes, só quero esclarecer que existem sim situações que o próprio número é clonado, métodos sofisticados, como espelhamento, desvio de chamadas e mensagens, e com isso o redirecionamento das mensagens de SMS de ativação do WhatsApp para outro aparelho. Mas esse é o jeito muito mais trabalhoso e custoso. Pois exige além de muito conhecimento em informática também a aquisição de cariríssimos aparelhos de clonagem.

Na prática, o que acontece mesmo, é que a própria vítima como eu já disse, ou repassa o PIN, ou de forma negligente deixa que o golpista o veja.

E o que é o PIN mesmo? É um código numérico de 6 dígitos que vem por SMS toda vez que é tentando ativar um novo número do WhatsApp, ou transferi-lo-para outro aparelho.

Neste ponto, você deve estar se perguntando, mas quem seria ingênuo suficiente para isso? Entregar de bandeja? Uma pessoa assim só pode estar hipnotizada.

Na verdade, qualquer pessoa, Eu, Você, nossos pais e avós. Todos. E como isso acontece? Utilizando a chamada Engenharia Social. Métodos de persuasão. Ou em alguns casos, até sequestro momentâneo do seu aparelho.

 

Abordagens mais comuns

  1. Você recebe uma mensagem pelo próprio mensageiro de uma pessoa que você não conhece. Se for homem, geralmente o perfil chamador se passa por uma mulher bonita. Ou vice-versa. E o papo começa descontraído pedindo como você está. Se está tudo bem.
  2. Ou ainda, em vez de mensagem de texto o estelionatário faz uma ligação e também começa com o mesmo “papo mole” até ganhar a confiança e distrair a vítima.

Muitas vezes ela já conhece muito mais a vítima do que ela mesmo pode imaginar. Já vasculhou suas redes sociais, e até o banco que ela utiliza ele já sabe. Em um outro vídeo já mostrei o quanto pode ser perigoso utilizar o número do seu celular como chave PIX, pois ele pode passar muitas informações sobre você.

E assim vai até que a distração ocorra e então, o golpista no meio da conversa faz um pedido que pode variar bastante o enredo, mas o propósito é sempre o mesmo. Conseguir o PIN que acabou de ser enviado por SMS para o aparelho da vítima.

– Ele pode se passar por um pesquisador do IBGE, do ministério da saúde, ou outro órgão qualquer e dizer que está fazendo uma pesquisa rápida, mas para isso precisa a confirmação da sua identidade e para isso você precisa confirmar o código que acabou de receber por SMS. Que é o PIN.

– Ou ainda, também pode dizer que sem querer cadastrou seu telefone errado para receber ou pagar uma conta, e agora precisa do código que confirmação que veio por SMS. Que é o PIN.

Neste ponto seria possível escrever um livro com todas as histórias contadas e argumentos utilizados com o propósito de conseguir o PIN, mas esses dois exemplos já são o suficiente para demonstrar que sempre é este PIN que eles querem.

 

Nunca compartilhe o PIN

Por este motivo, NUNCA, JAMAIS, informe ou repasse qualquer SMS, ainda mais com um código numérico que seja para ninguém.

A propósito, não só o WhatsApp mas também muitos outros serviços utilizando o envio de SMS com códigos alfa-numéricos. Seja para ativar serviços, recuperar ou redefinir senhas, ou até mesmo para autorizar movimentações financeiras.

Se você receber um SMS com algum código desses sem pedir, tome muito cuidado e fique mais atento ainda. E claro, não precisaria nem dizer né, nunca clique em links enviados sejam eles por SMS ou mesmo pelo WhatsApp. Se eles forem enviados por pessoas conhecidas, se certifique que é o remetente mesmo que te envio e qual o propósito daquele link. Vai saber se o telefone dele não foi clonado.

 

Confirmação em duas Etapas para Evitar o WhatsApp Clonado

Ah, eu também disse que em alguns casos o aparelho é “sequestrado”. Sim, isso muitas vezes sem que o dono perceba. Imagina a seguinte situação: o telefone fica sozinho por alguns segundos e neste tempo o SMS chega com o PIN e o golpista tem acesso a este número.

Neste ponto você deve estar se perguntando. E tem como se proteger?

Tem sim, já gravei outro vídeo mostrando como ativar a confirmação em duas etapas, o que todos devem fazer ainda hoje.

Pois se você tivera confirmação em duas etapas confirmadas, mesmo que outra pessoa consiga o PIN de ativação, será necessária esta senha extra para concluir a ativação. Então, além de não compartilhar esses números que vêm por SMS, também ative agora mesmo  a confirmação em duas. Etapas.

E se você desconfiar que está falando com alguém se passando por outra pessoa no whatsapp, pois este foi clonado, ligue para o seu contato certo. Mas pelo TELEFONE. Nunca pelo whatsapp, pois caso contrário será o golpista quem irá atender. Muitas vezes a pessoa sem percebeu ainda que está sendo vítima.

E ainda, se receber alguma mensagem pedindo para pagar contas ou fazer alguma transferência. Mesmo que seja da sua Mãe. Também ligue para o TELEFONE para confirmar se é verdade mesmo. Nunca transfira dinheiro, clique em links encurtados ou cheio de números e letras. Todo cuidado é pouco.

WhatsApp clonado. Além de perder o número também poderá ser causador de inúmeros outros crimes virtuais. Se quiser receber mais dicas de segurança e tecnologia, te convido a me acompanhar também lá no canal do youtube em: https://youtube.com.br/fernandopitt

Informações Revista Única

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *