Frio em outubro? Veja a previsão para os próximos três meses

Clima

Frio em outubro? Veja a previsão para os próximos três meses

De acordo com a previsão trimestral (agosto, setembro e outubro) da Epagri/Ciram, órgão estadual que monitora o tempo em Santa Catarina, o inverno termina seco e primavera começa com chuva no Estado.

Ainda são esperadas pelo menos duas ondas de frio intenso até o final do inverno, com formação de geada ampla e temperatura negativa. Veja:

Temperatura

De acordo com a previsão da Epagri/Ciram, no trimestre a previsão é de temperatura próxima da média climatológica em SC. Ainda são esperadas pelo menos duas ondas de frio intenso até o final do inverno, com formação de geada ampla e temperatura negativa. Eventos com precipitação de neve ainda podem ocorrer no mês de agosto, principalmente no Planalto Sul.

“Na primavera, sobretudo em outubro de 2021 são esperados episódios de frio tardio, com temperatura próxima ou abaixo de zero, e formação de geada isolada. Nevoeiros serão frequentes no trimestre, associados à nebulosidade baixa, com redução de visibilidade sobretudo no período noturno, madrugada e amanhecer”, pontua a meteorologista, Marilene de Lima.

Chuvas

O inverno típico tem pouca chuva no mês de agosto, com dias secos e ensolarados. O risco de temporal com granizo e ventania diminui, mas pode estar associado à passagem de frentes frias, sistemas de baixa pressão e Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM) mais comuns a partir de setembro.

“Em agosto a média de chuva sobe um pouco em relação a julho, variando de 110 a 190 mm no Oeste, Meio Oeste e Planalto e de 110 a 150 mm Vale do Itajaí e Litoral. Em setembro e outubro inicia a época de chuvas de primavera, com totais de precipitação mais elevados. Os totais de chuva em setembro variam de 150 a 210 mm no Oeste e Meio Oeste e de 110 a 170 mm nas demais regiões. Em outubro os volumes de chuva são os mais elevados do trimestre e variam de 210 a 280 mm no Oeste e Meio Oeste e de 140 a 180 mm nas demais regiões”, destaca Marilene de Lima.

No trimestre os ciclones extratropicais atuam com frequência entre o litoral da Argentina, Uruguai e Sul do Brasil trazendo perigo às embarcações, com ventos fortes e mar agitado, que muitas vezes resultam em ressaca.

Informaççoes Revista Unica

Foto: Mycchel Legnaghi/São Joaquim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *