Legislativo Jaguarunense-Vereadores Votaram Pela Rejeição das Contas do Exercício 2020 da Administração do Ex-Prefeito Edenilson Montini da Costa

Jaguaruna

A sessão da câmara de vereadores de Jaguaruna na noite desta última quarta feira (08) ,que contou com a posse de suplente  do União Brasil Edimarcos de Souza ,ao final da sessão  contou com a votação das contas  do exercício 2020  da administração do Ex- Prefeito Edenilson Montini da Costa  ,as contas que já veio do tribunal de contas  sugerindo  a rejeição ,foi votada secretamente e foi rejeitada   por nove votos a favor da rejeição e um voto contra o decreto de rejeição.

No caso de Jaguaruna, o TCE apontou quatro restrições para embasar sua recomendação aos vereadores pela rejeição das contas de 2020. À época, o então prefeito era Edenilson Montini da Costa.

Para o TCE, o município registrou despesas com manutenção e desenvolvimento do ensino no valor de R$ 8.729.985,64, representando 20,80% da receita com impostos, incluídas as transferências de impostos, quando o percentual constitucional é de 25%.

O TCE cita ainda: despesas liquidadas até 31 de dezembro de 2020 contraídas pelo Poder Executivo sem a correspondente disponibilidade de caixa; despesas com manutenção e desenvolvimento da educação básica no valor de R$ 9.842.572,04, equivalendo a 92% (menos que 95%) dos recursos do FUNDEB; e ausência de remessa do Relatório do Órgão Central do Sistema de Controle Interno. O TCE apresenta também uma série de recomendações ao Executivo para solucionar as inconsistências.

Fonte: Sul em Destaque

Com Informações TCE /SC

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *